Tuberculose: 4 Métodos de Tratamento

Brasil tem 34% dos casos de tuberculose de todo o mundo.

A tuberculose é uma infecção transmissível que afeta principalmente os pulmões, mesmo que possa atingir outros órgãos e sistemas.

O principal receptor da tuberculose é o ser humano, logo após vem o gado bovino, macacos, aves e outros mamíferos.

O sintoma mais recorrente é a tosse na forma seca ou com catarro. Por isso, recomenda-se que em casos de tosse por três semanas ou mais – sejam investigados por um profissional especializado.

A transmissão ocorre através do contato com a mucosa infectada principalmente por tosse e espirros; assim as pessoas com tuberculose ativa lançam no ar partículas contêm bacilos (bactérias em forma de bastões).

A principal maneira de prevenir a tuberculose é através de vacinas, no caso das crianças, a BCG (Bacillus Calmette-Guérin), primeira imunização ofertada gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS).

Dados Sobre a Tuberculose no Brasil

  • A cada ano, são notificados aproximadamente 70 mil casos novos e ocorrem cerca de 4,5 mil mortes em decorrência da tuberculose.
  • O Brasil é responsável por um terço dos casos de tuberculose nas Américas.
  • Em 2015 a tuberculose superou a AIDS como a doença infecciosa com mais vítimas mortais.
  • O relatório mundial de 2017 sobre a tuberculose demonstra que quase 1,7 milhão de pessoas perderam a vida em 2016 por culpa da doença, e 374.000 delas também tinham AIDS.

Formas de Tratamento

Em razão da alta resistência da bactéria, é necessário um tratamento intenso de 6 meses a 2 anos ou até se atingir a cura total.

O método mais eficaz para combater a doença é feito através de antibióticos orais, como a Isoniazida e a Rifampicina, responsáveis por extinguir a bactéria do organismo.

1.Tuberculose Lactente

Tuberculose: 4 métodos de Tratamento

Nesse caso, a doença encontra-se no organismo, mas sem se manifestar ou demonstrar sintomas visíveis.

Acontece, geralmente, com pessoas que já tiveram a doença e passaram por tratamento.

É feito um exame específico para saber se ainda há resquícios da bactéria no organismo.

O médico geralmente prescreve apenas um antibiótico, que deve ser usado de 6 a 9 meses ou até que as bactérias sejam completamente eliminadas e o resultado seja confirmado através de um exame de sangue.

Embora o vírus esteja inativo, é essencial que o tratamento seja levado a sério, uma vez que a doença pode ficar ativa a qualquer momento, tornando a cura mais complicada.

2.Tuberculose Ativa

Tuberculose: 4 métodos de Tratamento

Como o próprio nome sugere, a bactéria encontra-se em atividade e em um número mais elevado, desta forma, o sistema imunológico não é capaz de combater a infecção com apenas um tipo de medicamento, tornando necessário combinar vários antibióticos por mais de 6 meses.

Os remédios mais utilizados:

  • Isoniazida;

  • Rifampicina;

  • Etambutol;

  • Pirazinamida

Esse processo deve ser contínuo, pois mesmo após o desaparecimento dos sintomas, a bactéria pode continuar no organismo como se estivesse adormecida.

Ou seja, é essencial que a pessoa com tuberculose respeite a duração do tratamento indicada pelo médico, fazendo a ingestão dos antibióticos todos os dias, sempre na mesma hora até que se finde o período estipulado.

3.Tratamento com Vitamina D

Tuberculose: 4 métodos de Tratamento

Esse tipo de vitamina é responsável por regular o sistema imunológico e ajudar as células na eliminação de impurezas e proteínas inflamatórias que fazem mal à saúde, causando um efeito reverso; nesse caso são produzidas proteínas que de fato ajudam a eliminar bactérias, o que auxilia o tratamento da tuberculose.

Desta forma, é importante que a pessoa infectada invista em alimentos ricos em vitaminas e esteja em constante exposição solar – em horários recomendados e com protetor adequado – e ingerindo alimentos ricos em vitamina D.

4. Alternativas Caseiras

4.1 Para a Tosse com Secreção:

Tuberculose: 4 métodos de Tratamento

As melhores plantas medicinais para aliviar este sintoma são o anis-verde, gengibre, eucalipto e alteia, que podem ser usadas em forma de chá e, no caso do eucalipto, através da inalação também.

Todas têm ação expectorante, removendo as secreções dos pulmões e melhorando a respiração.

Como fazer o chá: colocar 1 colher (de sopa) de uma das ervas acima citadas numa xícara de água fervente e deixar repousar por 5 minutos.

Depois, coar e beber 2 a 3 vezes por dia, se for necessário é possível adoçar, de preferência com o mel.

4.2 Dores no Peito e nas Costas

Tuberculose: 4 métodos de Tratamento

Essas dores aparecem como consequência do excesso de tosse e do grande esforço feito pelos músculos para expelir as secreções.

Desta forma, uma boa técnica caseira para aliviar os desconfortos é fazer uma compressa com pimenta-caiena e arnica para aplicar na região dolorida.

Ambas as plantas possuem propriedades analgésicas que, em contato com a pele, reduzem as dores.

Modo de preparo: coloque 2 colheres (de sopa) de folhas de arnica num recipiente, cubra com 150 ml de água fervente e deixe repousar por 10 minutos. Coe e use uma gaze para molhar neste chá. Aplique a solução fria várias vezes ao dia sobre a área dolorida.

Conclusão

A tuberculose é uma doença viral e transmissível através da mucosa infectada.

É importante um diagnóstico preciso sobre o estágio da doença; se ela está adormecida ou ativa, qual deve ser o tipo de antibiótico usado e o período necessário para o tratamento.

Os tratamentos com vitamina D e remédios naturais são opções complementares para otimizar os resultados e aliviar os sintomas.

Caso você esteja com tosse (seca ou com secreção) por mais de três semanas, procure um profissional e mantenha seus exames em dia.

Deixe seu comentário e compartilhe esse conteúdo!

 

Fonte: Ministério da Saúde, Relatório Mundial 2017 – Organização Mundial da Saúde (OMS)