Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :

Primeiros Dentes do Bebê: Dicas para Aliviar Dores

Normalmente, os primeiros dentes do bebê começam a nascer quando ele deixa de mamar, por volta dos 6 meses, sendo uma fase importante no crescimento da criança.

O desenvolvimento dos dentes inicia-se quando o bebê ainda está no útero. O primeiro dente a romper é um dos incisivos centrais inferiores (no meio da gengiva de baixo), rapidamente seguido pelos incisivos centrais do maxilar superior.

Caso os dentinhos não apareçam até o bebê completar um ano, recomenda-se que os pais procurem um pediatra e um dentista para entender as causas do atraso.

A primeira dentição é composta por 20 dentes de leite, sendo 10 superiores e 10 inferiores, onde todos eles nascem até os primeiros 5 anos.

Nesse mesmo período é a fase que os dentes de leite começam a cair e dar espaço aos dentes permanentes e os molares, no fundo da boca.

Segundo uma pesquisa do Imperial College London, juntamente com a Universidade de Bristol e Universidade de Oulu,  variantes genéticas podem retardar o nascimento dos dentes.

No entanto, não é recomendado esperar os dentes começarem a nascer para iniciar os cuidados de higiene com a região da boca. Logo após o nascimento, é recomendado limpar as gengivas e a língua com um pano ou uma gaze úmida por pelo menos duas vezes ao dia e, especialmente, após colocar o bebê para dormir.

Invista em uma Alimentação Saudável

Nesse período, é natural que a criança sinta menos fome, devido ao inchaço na gengiva. Apesar disso, é muito importante prosseguir com a alimentação para manter o sistema imunológico forte e evitar que surjam doenças e infecções, insira alimentos pastosos e, de preferência, em temperatura fria para aliviar as dores.

Sintomas Frequentes

Os sintomas dependem e variam de criança para criança. Por volta de 6 ou 8 meses de idade, podem surgir algumas alterações de comportamento, como:

  • Agitação e irritabilidade;
  • Salivação abundante;
  • Gengivas inchadas e doloridas;
  • Vontade de mastigar todos os objetos que encontra;
  • Dificuldade em comer;
  • Dificuldade para dormir.

Esse é um período que o bebê fica muito chorão, sendo possível surgir também,  febre e diarreia.

Essa é uma fase em que a criança costuma babar muito, deixando a pele do rosto, especialmente a região do queixo, com a aparência irritada. Se este for o caso do seu bebê, basta usar um creme para assaduras no local, eles contém vitamina A e zinco, com propriedades que protegem e regeneram a pele rapidamente.

Como Aliviar Desconforto do Nascimento dos Primeiros Dentes do Bebê

Alimentos e Objetos Frios

O frio é uma boa alternativa para aliviar as dores e nesse caso não é diferente. Você pode colocar os mordedores ou brinquedos lisos na geladeira (bem protegidos em um recipiente limpo e esterilizado) e oferecer ao bebê quando estiverem bem frios.

Essa mesma dica também vale para o bico da mamadeira e a chupeta, caso seu filho use.

Você também pode preparar papinhas de frutas e verduras, assim como cortar pedaços de frutas e legumes, colocar para gelar e oferecer ao seu filho, com certeza vai ajudar a aliviar as dores.

Pomadas Anestésicas e Massagens

Outra possibilidade é o uso de géis anestésicos próprios para essa faixa etária. Certifique que suas mãos estão limpas, coloque um pouco do gel no seu dedo e massageie a gengiva do bebê, assim ele vai ficar aliviado e calmo.

Você pode fazer essas massagens, mesmo que não tenha a pomada. Basta envolver seu dedo limpo em uma gaze com soro fisiológico bem gelado.

Nesse processo é muito importante atentar à higiene para evitar que hajam infecções ou complicações ainda mais incômodas para a criança.

Tire o Foco da Dor

Se você perceber que ainda recorrendo às massagens, pomadas e compressas frias seu bebê continua irritado e indisposto, tente tirar a dor do centro das atenções com brincadeiras e outras atividades que façam ele esquecer da dor naquele momento.

Nesses momentos, também é importante dar carinho para ajudar as crianças a aliviar os sintomas.

Quando Começar a Escovar os Dentes do Bebê

É importante, também, higienizar a mamadeira e as chupetas do bebê e evitar o excesso de açúcares.

A limpeza não se restringe apenas à região interna da boca, é fundamental higienizar as bochechas e a língua no fim do dia.

Antes do aparecimento dos dentes, muitas mães costumam usar dedeiras de silicone após a amamentação, eles também podem ser usados na hora de massagear a gengiva e na aplicação do gel anestésico.

A limpeza não deve ser uma preocupação dos pais apenas com o aparecimento dos dentes, mas sim desde os primeiros dias de vida, seja com uma gaze úmida com água fervida ou uma dedeira.

Nascendo um número maior de dentes, comece a passar uma escova macia apenas com água ou um creme dental sem flúor.

Antes do Primeiro Ano

Compre uma escova própria para essa idade, que seja macia, com a cabeça pequena e punho grande.

O importante é não deixar de higienizar os dentes e a língua do seu filho, você pode ensinar esse hábito desde cedo e torna-lo uma parte fundamental no dia a dia dele.

Após o Primeiro Ano

Nesta etapa, as recomendações são as mesmas: escovas e creme dental adequados à idade.

A quantidade de pasta deve ser do tamanho da unha de um dedo mindinho do bebê, escovando na parte da frente e de trás dos dentes superiores, sempre com cuidado para não machucar a criança, ensinando aos poucos para que elas consigam escovar sozinhas.

A escova deve ser trocada sempre que as cerdas parecerem desgastadas ou a cada 3 meses. Os cremes com flúor não são recomendados pois esse componente pode irritar a gengiva das crianças e manchar seus dentes.

É importante que a escovação seja feita após todas as refeições e principalmente antes de dormir. Além disso, os pais devem leva-las pelo menos uma vez ao ano no dentista para avaliar como os dentes estão crescendo e se existem cáries.

Gostou das nossas dicas? Então, deixe seu comentário e compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais!

Fonte: Imperial College London

Comentários