Pressão Alta: 5 Dicas para Manter o Controle

Obesidade, consumo de muito sal, cigarros e álcool, estresse, falta de atividade física e sono inadequado são algumas causas da pressão alta.

Manter a pressão arterial em dia é um dilema de todas as famílias no país e no mundo.

Segundo o Ministério da Saúde mais de 30 milhões de brasileiros sofrem com a hipertensão.

A pressão alta, como é popularmente conhecida é uma doença crônica determinada pelos altos índices de pressão sanguínea nas artérias, com ela o coração exerce mais esforço que o normal para fazer o sangue circular em todo o nosso corpo.

Ela é a causa da maioria das mortes por acidente vascular cerebral (AVC), insuficiência renal e cardíaca, aneurismas e infartos.

Diferente do que muitos pensam, os sintomas da pressão arterial não são tão visíveis assim.

Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão, são os casos mais graves e prolongados demonstram os sinais, ainda mais quando não são tratados.

Os sintomas recorrentes da pressão alta são: dores de cabeça constantes, vômito, dispneia ou falta de ar, agitação, visão distorcida (decorrência de lesões que afetam o cérebro, os olhos, o coração e os rins).

É importante não tirar as próprias conclusões e se automedicar com remédios contra pressão alta; o diagnóstico da patologia deve ser feito por um médico especialista.

Além dos medicamentos de uso contínuo, você também pode fazer sua parte e evitar que a doença se agrave.

A alimentação, por exemplo, reflete diretamente na saúde arterial, assim como a manutenção do peso, prática de atividades físicas, evitar sal, comidas gordurosas, cigarro e álcool em excesso.

Pensando em oferecer soluções para te ajudar a prevenir e controlar a pressão arterial, nós preparamos uma lista com 5 atitudes poderosas para afastar esse mal, continue lendo esse artigo!

1. Mantenha o Peso Controlado e Controle a Pressão Alta

Pressão Alta: 5 dicas para Manter o Controle

Nos nossos conteúdos reforçamos a importância de encarar o excesso de peso não apenas como uma questão estética, mas de saúde e qualidade de vida, principalmente.

Nesse caso, o sobrepeso aumenta o esforço do coração para bombear sangue, pois assim como nossos braços precisam estar fortes para suportar grandes cargas, o nosso coração também precisa estar em conformidade com o nosso peso corporal; quando a pessoa está obesa, o coração acaba ficando hipertrofiado.

Além de reduzir a gordura corporal, as pessoas que sofrem com esse mal devem se preocupar, também, em reduzir gordura abdominal, pois a gordura visceral interfere diretamente no risco de doenças cardiovasculares, como o infarto.

Para manter o seu peso você pode calcular constantemente seu índice de massa corporal (IMC).

Com essa avaliação você vai entender se seu peso e sua altura estão em conformidade.

A circunferência abdominal pode ser medida com uma fita métrica na região da altura do umbigo, ela precisa estar abaixo de 88 cm na mulher e 102 cm no homem, esses números indicam uma gordura abdominal na quantidade segura para a saúde.

2. Reduza o Sal e Mantenha uma Dieta Saudável

Pressão Alta: 5 dicas para Manter o Controle

Ao contrário do que muitos pensam o sal não é o único responsável por atribuir sabor às comidas, você pode evita-lo e adicionar mais temperos como pimenta, cebola, alho, gengibre, salsa, coentro, açafrão, manjericão, orégano, louro, noz moscada, páprica e entre outros.

Eles deixam os pratos mais saborosos, além disso, os temperos naturais contam com muitos nutrientes que vão te ajudar ainda mais a manter a saúde em dia e descobrir novas combinações de sabores.

As comidas enlatadas e industrializadas não economizam no sódio, por isso, fica a dica: evite embutidos, congelados e até mesmo os temperos prontos, eles são os vilões na vida de quem sofre com pressão alta.

Se você come fora de casa, procure locais especializados em comidas naturais ou ande com sua própria marmita, afinal, sempre vão existir possibilidades de investir em uma melhor qualidade de vida e nem sempre o caminho mais fácil é o melhor, se você precisa perder peso, procure emagrecer com saúde.

3. Evite o Estresse e Durma Bem

Pressão Alta: 5 dicas para Manter o Controle

Todo mundo sabe que o estresse e noites mal dormidas trazem diversas reações negativas como a produção de hormônios como cortisol e insulina, responsáveis por aumentar a pressão arterial, mesmo que você esteja em tratamento medicamentoso. Fique atento!

Mesmo que sua rotina não seja favorável e flexível, procure métodos para te ajudar a descarregar as energias acumuladas como: atividades artísticas, yoga, meditação, massagens e pilates.

Além do descanso físico e mental, o sono ajuda a regular o fluxo sanguíneo e a pressão alta, para isso é necessário um tempo mínimo de 6 horas de sono por noite (que pode variar de organismo para organismo).

Mas só isso não é suficiente, seu sono precisa ser reparador, relaxante e sem interrupções ou agitações noturnas. 

4. Mantenha os Exames em Dia

Pressão Alta: 5 dicas para Manter o Controle

As avaliações regulares não só ajudam a identificar o problema no início, mas servem, inclusive, para adequar medicamentos às formas de tratamento.

A recomendação da Sociedade Brasileira de Hipertensão é que todos, independentemente de idade, façam a medição da pressão constantemente para prevenir situações mais graves.

Se você já faz uso de medicamentos, não deixe de toma-los nos horários recomendados pelo seu médico, essa disciplina é importante para evitar que a necessidade de dosagem aumente. Carregue-os sempre com você, se necessário, ative alarmes para lembrar de tomar na hora correta.

5. Pratique Atividades Físicas Regularmente

Pressão Alta: 5 dicas para Manter o Controle

A prática vai te ajudar a seguir todos os itens descritos acima.

Praticar exercícios físicos vai te ajudar a manter o peso, pode reduzir a quantidade de remédios e prevenir outras complicações com a pressão arterial.

Os exercícios melhoram a circulação do sangue nos vasos e otimizam o funcionamento do coração, além de controlar os hormônios que aumentam a pressão arterial.

Tire pelo menos 30 minutos do seu dia para caminhar, correr, pedalar, nadar ou dançar.

Gostou das nossas dicas? Deixe seu comentário! Não esqueça de segui-las e compartilhar com seus contatos.

Fontes: Ministério da Saúde e Sociedade Brasileira de Hipertensão