Dieta Lowcarb Emagrece Mesmo? Saiba a Verdade

Tire suas dúvidas sobre a dieta Lowcarb, conheça os benefícios e os riscos desse método de emagrecimento e saiba como preparar receitas simples para o café da manhã.

alimentos low carb

A dieta lowcarb em português significa dieta com baixa ingestão de carboidratos.

Esse tipo de dieta pode ser feita com diversas variações e passou a ser a queridinha das celebridades que se alimentam à base de proteínas, óleos, fibras e consomem o mínimo possível de carboidratos simples.

Enquanto a orientação convencional recomenda que entre 50 a 55% da alimentação diária seja composta de carboidratos, os métodos da dieta lowcarb restringem a ingestão desse macronutriente entre 45% a 5% diários.

Reduzir o consumo do carboidrato a menos de 40% diários pode até ajudar a emagrecer rápido, mas também traz uma série de consequências graves à saúde.

Pensando em responder as dúvidas das leitoras, preparamos um artigo completo esclarecendo as principais questões que sobre o assunto.

Saiba o que é a Dieta Lowcarb, como ela funciona e quais são os riscos que esse método de emagrecimento pode trazer!

Os carboidratos fazem parte das nossas refeições diárias.

Eles estão no café da manhã: o pãozinho francês, as torradas, tapioca…

Estão no tradicional feijão com arroz e macarrão e também fazem parte de muitas das nossas combinações para o jantar.

Dieta Lowcarb para Iniciantes: Como Fazer? Como Funciona?

Ao contrário do que muitos pensam, os carboidratos podem ser grandes aliados na perda de peso, desde que sejam consumidos da forma correta.

Mas para isso, é importante optar pelas versões com baixo ou moderado índice glicêmico – aqueles cuja glicose (açúcar) é absorvida em uma velocidade mais lenta.

Esses alimentos contribuem para queimar o estoque de gordura do corpo e evitar picos de açúcar no organismo.

Existem diversos tipos de dieta lowcarb.

Algumas delas restringem por completo a ingestão de carboidratos, enquanto outras apenas substituem os carboidratos simples (com mais açúcar, menos fibras e que promovem pouca saciedade) pelos carboidratos complexos (digeridos e absorvidos lentamente, ricos em fibras e que aumentam a saciedade).

São exemplos de carboidratos simples: sorvete, açúcar, chocolate, pipoca, pão francês, biscoitos refinados, arroz branco e refrigerantes.

os carboidratos complexos podem ser consumidos através de alimentos como: batata doce, aveia, ovos, amendoim, tapioca, feijão, lentilha, arroz e macarrão integral, espinafre, maçã e brócolis.

Não é recomendado cortar por completo a ingestão desse alimento, mas fazer substituições saudáveis e que podem ajudar a emagrecer com saúde, uma vez que os carboidratos são os principais responsáveis pela reserva de energia no nosso corpo.

Quando cortamos esse macronutriente da nossa rotina, o organismo começa a gastar todos os estoques de energia do corpo para transferir ao cérebro.

Além de queimar gordura, acabamos perdendo água e músculos e, ainda por cima, ficamos mais cansados e sem disposição.

E não é isso que você quer, certo?

Fazendo essa dieta da forma correta e sem grandes restrições, podemos ter resultados eficientes e fazer o nosso metabolismo funcionar melhor, ajudando, inclusive, a reduzir a inflamação do corpo e a combater o inchaço causado pela retenção de líquidos.

Então, O Que Você Deve Comer Numa Dieta Lowcarb para Emagrecer?

Para compensar a redução no carboidrato, os adeptos da deita lowcarb costumam aumentar a ingestão de proteínas, como carnes e ovos, e de gorduras boas, que estão presentes em alimentos como abacate, castanhas, azeite e peixes como sardinha, atum e salmão.

Mas será que isso vai potencializar seus resultados?

A resposta é não!

O excesso de proteínas acaba sobrecarregando o fígado e os rins e facilitando a insuficiência hepática e doenças renais.

Por isso, o mais importante para qualquer método de emagrecimento e dieta é o equilíbrio dos nutrientes; evitando excessos e restrições severas.

Dieta Lowcarb Passo a Passo: Saiba Como Começar

Para fazer a dieta lowcarb da forma adequada, a recomendação não é eliminar radicalmente o consumo dos carboidratos, mas substituir, especialmente, os carboidratos simples – como o excesso de açúcar, farinha branca, arroz branco, refrigerantes, doces e salgados – por alimentos ricos em fibras como arroz integral, aveia, cereais, grãos e raízes.

Reduzir ou retirar alguns carboidratos da alimentação deve ser uma prática progressiva para que o organismo se habitue bem e não apareçam efeitos colaterais como tonturas, dores de cabeça e alterações no humor.

Mas como montar os cardápios?

Os lanches são um desafio para a maioria das pessoas que estão em busca de uma dieta.

Uma dica são alimentos que aumentem a saciedade, como: ovos, queijos, castanhas, abacate e coco, podendo incluir uma fatia de pão integral e uma fruta, por exemplo.

O almoço e o jantar devem conter boas porções de legumes, verduras e proteínas como carne, peixe, frango, além de azeite e óleo de coco, podendo adicionar grãos como lentilha, feijão, arroz e macarrão integral, junto com a batata doce, abóbora, brócolis e entre outros.

Conheça os Benefícios da Dieta Lowcarb:

Um dos grandes aliados para potencializar os resultados da dieta lowcarb são a águas e as fibras.

As fibras são importantes para facilitar o trânsito intestinal e promover mais saciedade.

Quando entram em contato com a água, os alimentos ricos em fibras aumentam de tamanho e são absorvidos pelo organismo de forma mais lenta, o que diminui a fome e, consequentemente, a vontade de comer besteira.

Além disso, é importante evitar o consumo de frituras e optar por gorduras boas como azeite, castanhas, amendoim, abacate e peixes.

De acordo com a Associação Americana do Coração, as gorduras boas são capazes de diminuir o risco de colesterol alto do sangue e evitar doenças cardiovasculares como hipertensão, derrames, arritmias e infartos.

Seguir uma dieta lowcarb corretamente e sem muitas restrições pode trazer benefícios como:

  • Aumento da saciedade – o aumento no consumo de proteínas, fibras e gorduras boas afasta a fome por mais tempo
  • Diminuição dos níveis de colesterol e triglicerídeos – reduzir o consumo de alimentos industrializados e gorduras saturadas diminui os riscos de doenças causadas pelo alto colesterol e triglicerídeos
  •  Controle da diabetes – de acordo com a revista científica Pedriatrics, reduzir carboidratos e aumentar o consumo de proteínas pode controlar os níveis de açúcar do sangue
  • Melhoria no funcionamento do intestino – os alimentos ricos em fibras, como arroz integral e aveia, facilitam o trânsito intestinal previnem doenças no sistema digestivo

Dieta Lowcarb com Jejum Intermitente Funciona?

A prática do jejum intermitente orienta sobre as horas de comer e o intervalo entre as refeições, já a dieta lowcarb orienta sobre o que devemos comer.

Unir esses dois métodos pode sim funcionar, mas desde que seja feito com a devida orientação e equilíbrio.

Comer em um intervalo de tempo muito longo pode ajudar o corpo a queimar a gordura armazenada, mas isso só vai funcionar se você estiver realmente saciado.

Não adianta passar tanto tempo sem comer e na próxima refeição ingerir alimentos gordurosos em uma quantidade exagerada.

Para evitar isso, você deve se alimentar muito bem, ingerir fibras, gorduras boas, proteínas e reduzir o consumo de carboidratos processados (com muito açúcar, farinhas brancas e etc).

A Dieta Lowcarb Funciona para Diabéticos?

Quando ingerimos carboidratos com alto índice glicêmico, os níveis de glicose no sangue aumentam.

A dieta lowcarb propõe a ingestão de carboidratos com índice glicêmico baixo ou moderado, e por isso ela pode ajudar a prevenir o diabetes tipo 2 e tratar a diabetes tipo 1 – doença autoimune que aparece ainda na infância.

Na pesquisa da revista Pediatrics, 316 pessoas, incluindo adultos e crianças com diabetes, seguiram a dieta lowcarb por dois anos – combinada a medicamentos em doses menores do que exigidas na dieta normal – e apresentaram um maior controle do açúcar no sangue, comprovando assim a eficácia desse método de emagrecimento para o tratamento da diabetes.

Mas é fundamental lembrar que os pacientes não devem tentar controlar a doença por conta própria.

Antes de tudo, peça orientação do seu médico e contate um nutricionista para montar um cardápio personalizado de acordo com as suas necessidades.

Dieta Lowcarb para o Café da Manhã: Aprenda a Fazer 3 Receitas Deliciosas

1. Granola Caseira

Ingredientes:

  • 1/2 xícara de castanha-do-pará
  • 1/2 xícara de castanha-de-caju
  • 1/2 xícara de amendoim
  • 1 colher de sopa de linhaça dourada
  • 3 colheres (sopa) de coco ralado
  • 4 colheres (sopa) de óleo de coco
  • Mel a gosto ou adoçante natural, de preferência Xylitol ou Stévia (opcional)

Modo de Preparo

Coloque as castanhas, o coco e amendoins no processador até ficarem no tamanho e textura desejados.

Em uma vasilha, junte os alimentos triturados com a linhaça, o óleo de coco e o adoçante. Despejar a mistura em uma forma e leve ao forno baixo por cerca de 15 a 20 minutos.

Use a granola no café da manhã juntamente com um iogurte natural ou com frutas.

O iogurte natural pode ser feito em casa ou você pode comprar em supermercados.

2. Crepioca LowCarb

Para substituir o pãozinho francês e preparar um carboidrato leve que vai te dar energia para um dia de tarefas, basta adicionar goma de tapioca, polvilho, ou farinha de linhaça e misturar com um ou dois ovos.

Confira!

Ingredientes

  • 2 ovos
  • 1 colher de sopa da farinha de sua preferência
  • Queijo ralado a gosto
  • Orégano e uma pitada de sal

Modo de preparo

Misture todos os ingredientes em uma tigela pequena e bata bem até que os ovos fiquem uniformes.

Despeje em uma frigideira untada com azeite ou manteiga e doure os dois lados.

Se desejar, adicione recheios como frango, ricota, atum, carnes ou peixes e vegetais.

3. Creme de Abacate Lowcarb

O abacate é uma fruta rica em gorduras boas que diminuem o colesterol ruim e aumentam o bom, além de ser rico em fibras e com poucos carboidratos.

Ingredientes

  • 1/2 abacate maduro
  • 2 colheres de sopa de creme de leite
  • 1 colher de sopa de leite de coco
  • 1 colher de sopa de nata
  • 1 colher de suco de limão
  • Mel ou adoçante natural a gosto

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador e tome gelado.

Conclusão: A Dieta Lowcarb vai Funcionar pra Mim?

A resposta é sim e não ao mesmo tempo!

Mas como assim?

Nós vamos te explicar!

A verdade é que não existe uma dieta mágica que pode se aplicar perfeitamente a todas as pessoas.

Cada pessoa possui um organismo que funciona de maneira diferente e o resultado em cada pessoa pode variar.

Antes de sair restringindo os alimentos, é importante que você faça exames, entenda a necessidade do seu organismo e saiba quais são as substituições que você deve fazer.

Mas uma certeza é que consumir carboidratos simples em excesso vai aumentar seus níveis de colesterol e açúcar e, consequentemente, sua gordura corporal.

Dê prioridade a alimentos de verdade e ricos em fibras, gorduras boas, vitaminas e minerais.

Se você quer potencializar seus resultados, pratique atividades físicas, mantenha seus exames em dia e não faça restrições severas aos carboidratos; eles não são os vilões, mas os excessos e as combinações mal feitas.

Siga as nossas dicas e para fazer uma dieta corretamente, procure a orientação de um nutricionista ou nutrólogo.

Para receber mais dicas sobre saúde e saber como reduzir gordura abdominal, continue de olho no nosso site.

Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário!