Bupropiona: Bula, Preço, Pra que Serve e Efeitos Colaterais

Guia completo sobre a Bupropiona, um dos remédios mais vendidos do Brasil.

Bupropiona

Conhecida pelos nomes comerciais Bup, Wellbutrin, Zetron e Zyban, a bupropiona é medicamento é eficaz no tratamento da depressão e para parar de fumar, pois ameniza sintomas de abstinência de nicotina.

Os efeitos para tratar a abstinência foi percebido quando pacientes com depressão passaram a abandonar o desejo pelo cigarro e desde então, a bupropiona vem sendo utilizada para essa finalidade, há mais de 20 anos.

O que diz a Bula?

Para conferir a bula do cloridrato de bupropiona, basta acessar o link da Anvisa. Nela estão contidas informações como posologia, dosagem, modo de uso e cuidados necessários em casos de efeitos colaterais.

Qual o Preço?

O valor da bupropiona varia entre 60 e 100 reais, a depender da localidade e da empresa fabricante.

Afinal, Bupropiona Emagrece?

Nenhum especialista recomenda o uso da Bupropiona para emagrecer, pois esse não é o objetivo do medicamento.

O que acontece é que um dos efeitos colaterais do tratamento com a bupropiona é dificuldade de sentir o sabor da comida e a perda de apetite, por isso muitas pessoas acabam acreditando que a bupropiona é um remédio para emagrecer, mas é importante esclarecer que isso não é verdade.

Posologias para o Uso

A dose recomendada para a maioria dos adultos é de um comprimido de 150 mg diariamente.

Mas em casos mais graves em que o paciente não responde positivamente ao tratamento, o médico pode recomendar o dobro disso – nesse caso, 2 comprimidos ao dia, totalizando 300mg ao dia.

Não é recomendado tomar mais de um comprimido de uma vez só e as doses devem ser ingeridas pelo menos com um intervalo de 8 horas.

Também não indicado tomar antes de dormir, pois pode causar insônia.

As dosagens devem ser menores em casos de problemas nos rins ou fígado ou se o paciente tiver mais de 65 anos, sendo a dosagem 300mg a dosagem máxima.

Consuma o comprimido inteiro, de preferência com água. Então, não mastigue ou parta o comprimido, sem doses adicionais ou que fujam das recomendações do seu médico, pois só ele pode dizer com precisão quanto tempo deve durar o seu tratamento.

Por isso é importante que você sempre relate os sintomas do tratamento e como seu organismo tem reagido a ele.

Lembre-se de respeitar os horários e as recomendações do seu médico.

E não interrompa o uso sem a devida necessidade.

Conheça as Contraindicações e Efeitos Colaterais da Bupropiona

Este remédio não deve ser usado por pacientes com hipersensibilidade aos componentes presentes na fórmula da bupropiona.

Pessoas com histórico de epilepsia, convulsão, bulimia ou anorexia nervosa, também não devem ser usar esse medicamento, uma vez que podem agravar os sintomas.

Também não é recomendado misturar a bupropiona com outros remédios para tratamentos de depressão, recomenda-se que haja um intervalo de, pelo menos, 15 dias entre as duas medicações.

Esse medicamento não é indicado para menores de 18 anos.

No caso das grávidas, esse medicamento pode causar má formação fetal e até aborto.

Ou seja, é de fundamental importância que você informe ao seu médico sobre quaisquer suspeitas de gravidez.

Possíveis Efeitos Colaterais:

  • Insônia;
  • Cefaleia;
  • Boca seca;
  • Transtornos gastrointestinais;
  • Náuseas e vômito;
  • Urticária;
  • Anorexia;
  • Agitação;
  • Ansiedade;
  • Tontura;
  • Transtornos no paladar;
  • Visão turva;
  • Aumento da pressão sanguínea;
  • Dor abdominal e prisão de ventre;

Bupropiona e Ansiedade: Saiba se Ela Pode te Ajudar no Tratamento 

Apesar de ser um antidepressivo, a bupropiona ainda não tem efeitos comprovados para tratar a ansiedade.

Na verdade, como já mencionamos no ponto acima sobre efeitos colaterais, esse medicamento pode, inclusive, aumentar a ansiedade por ter um caráter estimulante.

Os poucos resultados comprovados mostram eficácia para o tratamento de ansiedade social ou fobia social (caracterizada pela timidez excessiva e medo de estabelecer relações).

Remédios psicotrópicos como esse  podem agir sobre os sintomas, não sobre as causas.

Ou seja, a bupropiona pode diminuir a aceleração cardíaca e a falta de ar – alguns dos sintomas comuns de uma crise de ansiedade.

Mas isso não quer dizer que o remédio serve para as causas da ansiedade.

Para saber exatamente como tratar as causas e as consequências da ansiedade, entre em contato um psicólogo ou psiquiatra e comece um tratamento.

Bupropiona e Naltrexona: Qual o Melhor?

A Naltrexona foi pesquisada inicialmente para auxiliar no tratamento de dependentes de opiáceos (substância derivada do ópio, como a morfina, por exemplo, que ajuda no tratamento de dores) e o álcool.

Ela também não tem comprovação no tratamento da obesidade.

A bupropiona e a naltrexona possuem finalidades diferentes e por isso não há como fazer uma comparação entre elas.

E só um médico pode dizer qual delas é a melhor opção para cada paciente.

Tudo isso depende de um quadro clínico específico e isso varia de caso a caso.

Posso Misturar Bupropiona e Álcool?

Mesmo não havendo estudos clínicos precisos sobre a relação entre o álcool e a bupropiona, não é recomendado o uso da bebida durante o tratamento com esse medicamento.

Bupropiona Ajuda a Parar de Fumar?

A bupropiona está disponível como pílula prescrita por um médico especialista e há 27 anos tem sido administrada para tratar dependência de nicotina.

A nicotina estimula a liberação da dopamina nas zonas de bem-estar do cérebro.

Quando acaba o efeito dessa substância, há uma redução de dopamina no organismo e isto faz com que a pessoa queira fumar novamente, resultando em um ciclo de dependência.

Nesse caso, a bupropiona atua competindo com a nicotina pelos receptores de dopamina, fazendo com que o hábito de fumar seja cada vez menos recorrente.

Para isso, a dosagem recomendada de bupropiona para ajudar a parar de fumar é:

  • Dias 1 a 3: um comprimido de 150 mg uma vez por dia de manhã.
  • Do dia 4 até o final do tratamento: um comprimido de 150 mg duas vezes ao dia, uma vez pela manhã e uma vez no início da noite (com uma diferença de, pelo menos, 8 horas de intervalo entre as doses).

O tempo de duração recomendado para esse tratamento com a bupropiona é de sete a doze semanas, a depender do diagnóstico médico.

Vale lembrar que a bupropiona não é a base para esse tratamento, mas sim como um adicional para diminuir a abstinência, pois outros métodos devem ser usados para complementar e gerar um resultado mais positivo.

Assim como qualquer método, esse com a bupropiona precisa de uma dará de término e um plano para lidar com os gatilhos que despertam a vontade de fumar. Isso deve ser feito com o apoio de terapia e reposição de nicotina, como adesivos, chiclete ou inalador para que, progressivamente, a dependência seja reduzida.

Preciso de Receita Médica para Usar?

Sim, a bupropiona é um medicamento que está disponível para uso mediante recomendação médica, podendo ser usado para tratar depressão e reduzir os sintomas de abstinência de nicotina, pois trata-se de um remédio forte.

Agora que você já sabe para que serve o bupropiona e como ele deve ser usado, compartilhe esse artigo nas suas redes sociais!

Conhecida pelos nomes comerciais Bup, Wellbutrin, Zetron e Zyban, a bupropiona é medicamento é eficaz no tratamento da depressão e para parar de fumar, poi
Informações do Autor

Dr. Demétrio Brito, Clínico Geral

Demétrio Brito é médico formado pela Universidade Federal do Ceará. Possui mais de 30 anos de experiência e é mestre em nutrição pela PUC Rio Grande do Sul.

Gostou do artigo? Deixe seu comentário!