Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :

Alergia Alimentar no Bebê: Identifique os Sintomas

Alergia Alimentar no Bebê: Identifique os Sintomas

A alergia alimentar pode surgir poucos minutos ou até horas após a ingestão do alimento. Os sintomas aparecem no sistema digestivo, na respiração ou e até na pele do bebê.

Trata-se de uma reação do sistema imunológico a alguma substância entendida como “maléfica” ao organismo.

1. Sintomas frequentes

Alergia Alimentar no Bebê: Identifique os Sintomas

Entre os principais sintomas de alergia alimentar estão:

  • Dificuldade de respirar por fechamento da glote
  • Coceira generalizada
  • Vômito e diarreia (algumas vezes com sangue nas fezes, principalmente se for alergia à proteína do leite)
  • Manchas e inchaço no nariz e nos olhos
  • Lesões de pele, como manchas avermelhadas e inchadas (urticária).

2. Como evitar a alergia alimentar?

Alergia Alimentar no Bebê: Identifique os Sintomas

Pelo fato do sistema imunológico do bebê ainda estar em formação, as mamães devem ficar atentas e evitar alguns alimentos durante os seis primeiros meses de vida, pois podem acontecer reações alérgicas, principalmente com o leite de vaca, ovos, frutas secas, frutos do mar, soja, morango, amora, pêssego, kiwi e o glúten; uma proteína presente no centeio, trigo e cevada e que pode produzir uma intolerância alimentar bem séria.

No caso do mel, só deve ser incluído na alimentação após o primeiro ano.

Fique atenta: esses e outros alimentos devem ser introduzidos um de cada vez, esperando de 3 a 5 dias antes de adicionar outro, assim você consegue perceber melhor como seu bebê responde e, caso haja uma reação, fica mais fácil compreender qual foi o alimento responsável pela alergia.

Outra recomendação médica é sobre o período de amamentação. As mães devem evitar alimentos que possam causar possíveis alergias em bebês, como nozes, amendoins e chocolates.

Caso um dos pais ou os familiares próximos tenham alergia a ovos e frutos do mar, converse com o pediatra antes de inserir na alimentação do seu filho.

3. Como identificar uma alergia alimentar?

Alergia Alimentar no Bebê: Identifique os Sintomas

Caso você perceba algum dos sintomas que já citamos acima, entre em contato um pediatra e, se necessário, faça exames e testes de alergia.

Veja com o médico qual a melhor opção para o seu bebê, pois o resultado de cada exame depende da idade; o teste alérgico (que coloca várias substâncias sobre a pele), por exemplo, não tem resultados confiáveis em bebês com menos de 1 ano e meio.

Outro teste possível é Rast, um exame de sangue indicado para pesquisar a presença de anticorpos. Ele avalia vários elementos que podem ser os causadores da alergia, presentes em alimentos, poeira doméstica, pelos de animais, fungos, insetos etc.

Se seu filho mostrar reações como falta de ar ou respiração ofegante, parecer desorientado, ficar com o coração acelerado ou ficar pálido e gelado, procure ajuda médica imediatamente.

Outra dica é ir retirando aqueles alimentos que você acha que podem ser a causa da alergia. Anote cada um deles e vá retirando das refeições do bebê durante cerca de 5 dias, se os sintomas desaparecerem, isso indica que o bebê é alérgico a um deles.

4. Alergia alimentar à proteína do leite da vaca – intolerância à lactose

Alergia Alimentar no Bebê: Identifique os Sintomas

Uma alergia alimentar bastante comum em bebês é a alergia à proteína do leite de vaca.

Se a proteína do leite de vaca estiver presente na alimentação da mãe, vai passar para o bebê através da amamentação, nesse caso, recomenda-se a eliminação do leite de vaca da dieta da mãe e a substituição por outros alimentos ricos em cálcio; como feijão, leite de soja ou castanha-do-pará.

5. Alergia alimentar é hereditária? Quanto tempo ela dura?

Alergia Alimentar no Bebê: Identifique os Sintomas

Na maioria dos casos, a alergia é hereditária, em outros, pode ser adquirida. Por isso é tão importante o aleitamento materno, pelo menos até os 6 meses de vida, pois ele ajuda no desenvolvimento saudável da criança, inclusive, na prevenção de doenças e alergias.

6. Como tratar a alergia alimentar?

Alergia Alimentar no Bebê: Identifique os Sintomas

Além de retirar os alimentos que causam alergia, há o tratamento com medicamentos, que é feito com anti-histamínicos e corticosteróides, sempre sob orientação médica, embora a forma mais comum de se evitar a alergia seja eliminando seu causador.

7. Qual a diferença entre alergia e intolerância?

Alergia Alimentar no Bebê: Identifique os Sintomas

Os sintomas mais comuns de uma alergia alimentar, como urticária ou ainda inchaço dos lábios e da língua, normalmente aparecem até uma hora depois da ingestão.

Já os sintomas de intolerância, costumam afetar o sistema digestivo e aparecem como dor de barriga, cólica, inchaço abdominal, gases, diarreia, assaduras e vômitos. Seu bebê pode apresentar intolerância desde a primeira ingestão do alimento, mas também pode adquirir com o passar dos anos.

Deixe seu comentário e compartilhe esse artigo!

Comentários